Tulipas - A Dança da Vida


"OS DOMINGOS PRECISAM DE FERIADOS"




- Shabat -



Toda sexta-feira à noite começa o shabat para a tradição judaica. Shabat é o conceito que propõe descanso ao final do ciclo semanal de produção, inspirado no descanso divino, no sétimo dia da Criação. Muito além de uma proposta trabalhista, entendemos a pausa como fundamental para a saúde de tudo o que é vivo. A noite é pausa, o inverno é pausa, mesmo a morte é pausa. Onde não há pausa, a vida lentamente se extingue.

Para um mundo no qual funcionar 24 horas por dia parece não ser suficiente, onde o meio ambiente e a terra imploram por uma folga, onde nós mesmos não suportamos mais a falta de tempo, descansar se torna uma necessidade do planeta. Hoje, o tempo de 'pausa' é preenchido por diversão e alienação. Lazer não é feito de descanso, mas de ocupações 'para não nos ocuparmos'. A própria palavra entretenimento indica o desejo de não parar. E a incapacidade de parar é uma forma de depressão. O mundo está deprimido e a indústria do entretenimento cresce nessas condições. Nossas cidades se parecem cada vez mais com a Disneylândia. Longas filas para aproveitar experiências pouco interativas. Fim de dia com gosto de vazio. Um divertido que não é nem bom nem ruim. Dia pronto para ser esquecido, não fossem as fotos e a memória de uma expectativa frustrada que ninguém revela para não dar o gostinho ao próximo.

Entramos no milênio num mundo que é um grande shopping. A Internet e a televisão não dormem. Não há mais insônia solitária; solitário é quem dorme. As bolsas do Ocidente e do Oriente se revezam fazendo do ganhar e perder, das informações e dos rumores, atividade incessante. A CNN inventou um tempo linear que só pode parar no fim. Mas as paradas estão por toda a caminhada e por todo o processo. Sem acostamento, a vida parece fluir mais rápida e eficiente, mas ao custo fóbico de uma paisagem que passa. O futuro é tão rápido que se confunde com o presente. As montanhas estão com olheiras, os rios precisam de um bom banho, as cidades de uma cochilada, o mar de umas férias, o domingo de um feriado.

Nossos namorados querem 'ficar', trocando o 'ser' pelo 'estar'. Saímos da escravidão do século XIX para o leasing do século XXI - um dia seremos nossos? Quem tem tempo não é sério, quem não tem tempo é importante. Nunca fizemos tanto e realizamos tão pouco. Nunca tantos fizeram tanto por tão poucos.

Parar não é interromper. Muitas vezes continuar é que é uma interrupção. O dia de não trabalhar não é o dia de se distrair - literalmente, ficar desatento. É um dia de atenção, de ser atencioso consigo e com sua vida. A pergunta que as pessoas se fazem no descanso é 'o que vamos fazer hoje?' - já marcada pela ansiedade. E sonhamos com uma longevidade de 120 anos, quando não sabemos o que fazer numa tarde de domingo.

Quem ganha tempo, por definição, perde. Quem mata tempo, fere-se mortalmente. É este o grande 'radical livre' que envelhece nossa alegria - o sonho de fazer do tempo uma mercadoria. Em tempos de novo milênio, vamos resgatar coisas que são milenares. A pausa é que traz a surpresa e não o que vem depois. A pausa é que dá sentido à caminhada. A prática espiritual deste milênio será viver as pausas. Não haverá maior sábio do que aquele que souber quando algo terminou e quando algo vai começar. Afinal, por que o Criador descansou? Talvez porque, mais difícil do que iniciar um processo do nada, seja dá-lo como concluído.




Autoria: Nilton Bonder

Imagem:
 
www.artbrokerage.com/art/levi/levi_18013.php



Escrito por Adelia Ester Maame Zimeo às 17h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


O CHAMADO DAS FADAS




- Fly Agaric Fairies -




Parte 1

Algo que me deixou maravilhado,
Foi ser para um Baile de Fadas convidado.
Fadas e Elfos, Duendes e Gnomeos,
Vieram todos ao baile fantasiados de si mesmos.
Uma orquestra de Duendes uma música tocou,
Isto tudo no mês de junho se passou.
Alguns estavam a comer, outros a dançar
E que aquilo fosse real eu cheguei a pensar.


Parte 2

Havia um banquete de deliciosas frutas e morangos silvestres
Servido por Trasgos trajando suas melhores vestes.
Vinho de salsa havia para beber,
Servido em Taças Douradas tão lindas de se ver.
Tudo aquilo era uma visão animada,
Como pequenos pirilampos a iluminar a noite estrelada.
E então, ao raiar do novo dia,
Acordei em minha cama com uma grande alegria.
Estava feliz por ter sido ao Baile Convidado.
E ficarei atento para ser novamente pelas Fadas chamado.




Autoria: Bernard Shaw (1856 - 1950)
Livro: Fadas, Asas e Desejos - Anne Geddes

Imagem:
www.buttermeredesign.co.uk/F1.htm




Escrito por Adelia Ester Maame Zimeo às 19h22
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


"SOZINHO NOS OCEANOS PROFUNDOS DA ALMA"




Solitude - Jason Brink



Nos é pedido que suportemos o que amiúde é sentido como insuportável. Esta é a tarefa que nos espera no pantanal da alma que chamamos de solidão -- suportar o insuportável. Mas ao fazer isso, ao "ir em frente", eliminamos a pressão do medo primordial que controla grande parte de nossa vida. Ir em frente com ele com o insight e coragem de um adulto, fazer amizade com ele, de certa maneira elimina essa pressão tirânica. A pessoa que não consegue suportar as emoções ligadas às feridas primordiais não consegue deixar de seu uma vítima.

(...)

'Quando você aceita o estado de ser um estranho, você não é mais um estranho... Eu falo a respeito de ser um exílio quando tudo parecia estranho ao meu redor e todo mundo era um estranho. Tão logo aceitei que eu não precisava fazer parte do mundo, fiquei livre para fazer parte dele. Esta é uma libertação paradoxal do espírito. O mundo se tornou meu, quando eu deixei de me apegar a ele'.


O antídoto para o medo de perder o mundo é desistir dele. O antídoto para a solidão é abraçá-la. Como na homeopatia, a ferida é curada engolindo-se um pouco de toxina.


O paradoxo do relacionamento, que nós, no mundo ocidental,parecemos sustentar com a cura para todos os males, é que quanto mais formos capazes de abraçar nossa separação, quanto mais conseguirmos viver com nós mesmos, melhor será o relacionamento.





Autoria: James Hollis
Livro: Os Pantanais da Alma


Imagem:
www.jasons-professional-graphics.com/.../5/5/



Escrito por Adelia Ester Maame Zimeo às 10h02
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


ENCONTRANDO O MARAVILHOSO NO TRIVIAL







...bem próximos a nós, existem muitos recursos que podem ser usados
para nos facilitar o acesso à alma.

Não é preciso irmos até os confins da terra para achar esse lugar, pois está em toda parte, tanto à nossa volta quanto dentro de nós.

Está no jardim ou no parque, no terreno baldio ou no deserto, em toda parte em que o milagre de uma nova vida brote da minúscula semente que ficou adormecida durante todo o estio ou o inverno.


(...)

Está no modo como falamos com as crianças, no modo como saudamos aqueles a quem amamos, no ato de reconhecer o amor que nos rodeia e, por extensão, o amor que flui de nós para todos os seres. Saber que tudo é um, o visível e o invisível, permite-nos encontrar o maravilhoso nos menores atos da vida diária, e assim sacralizamos cada um de nossos gestos.






Autoria: June Singer
Livro: A Mulher Moderna em Busca da Alma

Imagem:

www.superstock.com/stock-photos-images/1613R-9380



Escrito por Adelia Ester Maame Zimeo às 19h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


RESPONSABILIDADE PELA PRÓPRIA VIDA




- Reverence -



Quando culpamos os outros por nossos infortúnios, perdemos controle sobre nossas vidas, como se disséssemos: "Não sou eu que mando em mim. É você." Somos vítimas quando permitimos que isso aconteça. A disposição em ser auto-responsável é um grande passo para se obter uma vida equilibrada espiritualmente.

(...)


Geralmente as escolhas mais difíceis envolvem o sofrimento de alguém. Abandonar um relacionamento que nos prejudica, demitir um funcionário incompetente e dizer uma verdade desagradável, mas necessária, a um amigo são escolhas que podem causar um mal-estar imediato. Entretanto, a longo prazo, essa escolha pode ser uma grande força libertadora para a pessoa que sofreu suas consequências. Sua decisão pode estimular alguém a reexaminar a própria vida ou ajudar uma pessoa a compreender os padrões viciados de comportamento que a levam a ser permanentemente rejeitada. Sua escolha de abandonar alguém pode representar para essa pessoa uma oportunidade verdadeira de cura e mudança. Muitas vezes sofre-se muito para colocar em ação um processo capaz de promover uma transformação essencial.



Autoria: James Van Praagh
Livro: O Despertar da Intuição

Imagem: Manuel Nunez
 www.manuelnunezart.com/shop/index.php?option=...




Escrito por Adelia Ester Maame Zimeo às 17h57
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


TODA VERDADE...








Toda verdade passa por três fases:

primeiro, é ridicularizada.

depois, violentamente negada e,

por fim, aceita como evidência.




Autoria: Schopenhauer
Imagem: The Enchanted Flower Posters (Internet)



Escrito por Adelia Ester Maame Zimeo às 09h59
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]
 

Adelia Ester M. Zimeo


Psicóloga Clínica

 

Ser Psicóloga

Ser psicóloga é essencialmente sentir as profundezas de cada ser que vem ao meu encontro.

Um encontro de almas, onde me é concedida a graça de adentrar em seus espaços sagrados...

Auxiliando no percurso rumo à essência real, como ponte para a transcendência.

Uma Alquimia mútua em que ambos somos modificados...

E neste processo todo, minha sensibilidade detecta a presença
de um nível maior
Espiritual.

Nível este que me auxilia sempre a empreender, esta magnífica e apaixonante viagem nos vastos territórios do Ser.

(Texto meu, escrito em 27/08/2007 e publicado aqui neste blog)

...........................
...........................

"Só no seu íntimo existe aquela outra realidade pela qual você anseia.
Não posso dar-lhe nada que não exista dentro de você.
Não posso abrir-lhe outra galeria de quadros além da sua própria alma
".

Hermann Hesse, O Lobo da Estepe.




 



Histórico


Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 A Casa de Rubem Alves
 ABMP
 Anseios da Vida
 Bliss 1000
 Consciência e Vida
 CRP SP
 De Vez em Quando...
 Dr. Miller de Paiva
 Inst. Nina Rosa
 IPPB
 Nectan Taurus
 NimbyPolis
 Palas Athena
 P.Medicina Av.
 Reiki Sahashara
 Roberto Otsu
 Rosana Braga - Artigos
 Saberdesi
 Sintonia da Comunicação
 Transmimentos
 UOL
 Você em Equilíbrio